Jornada pelo Rio Mar - Eva Ibbotson

1

Jornada pelo Rio MarAutor:  Eva Ibbotson
Editora: Rocco
ISBN: 9788532521378
Páginas: 260
Sinopse: Ambientado entre a Inglaterra e o Brasil no início do século XX, o livro acompanha a trajetória de Maia, 13 anos, desde que deixa Londres para viver com tios que ela mal ouvira falar em Manaus. Para acompanhá-la, o advogado da família e tutor de Maia contratou uma governanta. Apesar de sua aparência estranha e seu jeito para lá de reservado, a senhorita Minton e Maia ficam amigas. A viagem, claro, guardava muitas surpresas. Passado o susto inicial, Maia se encanta com a possibilidade de viver novamente em família, ainda mais num lugar tão rico e bonito como o Amazonas. Mas as coisas não saem exatamente como a menina esperava. A família Carter não é propriamente acolhedora. Na verdade, são pessoas muito esquisitas que vivem isoladas, evitando todo tipo de contato com a gente brasileira, importando alimentos enlatados da Inglaterra que chegam à mesa sem gosto, cor, forma ou aroma algum; a casa é afastada e escura, e não tem na varanda a variedade de flores e plantas que Maia vira, encantada, nos livros e no leito do poderoso Rio Mar, o Amazonas, a bordo do navio que a levaria para sua nova vida. O pai é sisudo, a mãe tem mania de limpeza e as gêmeas... ah, as gêmeas definitivamente não são como a prima havia imaginado. As meninas com quem ela sonhou brincar alegremente no quintal não dão um passo para fora de casa, são burras, antipáticas e mimadas, e não perdem uma oportunidade de zombar de Maia. A vida tinha tudo para se tornar um inferno. Mas a órfã não deixa que isso aconteça. Com uma ajudinha da senhorita Minton aqui, um pouquinho de coragem ali, muita imaginação e algumas escapadas, a menina aos poucos descobre um mundo totalmente novo, faz amigos incríveis e vive aventuras de dar inveja. Maia se apaixona pela beleza e força do Brasil e de seus habitantes, e ajuda um menino inglês a realizar seu sonho de viver no país, em vez de voltar para a Inglaterra. Um romance daqueles que prendem a atenção e fazem o leitor torcer pelo final feliz. Além de ser uma sincera declaração de amor à Amazônia e ao Brasil, longe dos relatos estereotipados que existem por aí.







































Peguei o livro mais pela aparência, quando vi ele na biblioteca, já me apaixonei pois ele tem duas borboletas de verniz na capa e o resto é fosco. Conclusão: lindo.

Quando comecei a ler o livro, adorei a história, mas Maia, não sei bem o que eu pensei dela.. Uma menina meio bobinha e meio aventureira.

A vida dela era tudo de bom mas, quando ela foi "adotada" ela começou a pensar SÓ nas gêmeas que seriam supostamente suas irmãs. Estava adorando está parte mas, quando você lê o texto, dá de cara que as gêmeas odeiam Maia. Não gostei desta parte pois depois com a evolução do texto, as gêmeas vão ficando cada vez mais metidas e patéticas. O "pai" de Maia quase não aparece no texto pois ele vive trancado no seus escritório e vive vendo seus olhos de vidro no qual tem coleção.

A partir do meio do livro não gostei tanto pois começa uma enrolação com Finn "menino sumido", e Clóvis "menino pobre".

Clóvis quer ir para Inglaterra e Finn quer ficar pois esta sendo procurado pelos "corvos" para ser levado de volta a Inglaterra.

Nisso acontece um troca-troca e Clóvis vira Finn e Finn, Clóvis. Não gostei disso! Mas em geral, a história foi boa e bem leve de ler!


 Embora Finn tivesse deixado claro que não a levaria consigo, Maia não conseguia parar de sonhar. Pág. 176





                ( ótimo )



Onde Comprar:






Beijos,

1 comentários :

leonardo disse... [Responder comentário]

Linda,Linda,Linda e Linda a capa e tambem a frase : Embora Finn tivesse deixado claro que não a levaria consigo, Maia não conseguia parar de sonhar.

Postar um comentário